Repórter da TV Integração agredido em Prata

A agressão a equipe da TV Integração, em especial ao jornalista Arcênio Corrêa durante reportagem para cobertura eleitoral na cidade de Prata (MG) motivou uma nota pública de repúdio por parte da Diretoria de Comunicação da Câmara Municipal de Uberlândia nesta quinta-feira, 29.

Enquanto o repórter Arcênio Corrêa entrevistava funcionários do Pronto Atendimento de Saúde Municipal (PAM) de Prata, em uma reportagem feita após denúncia de moradores sobre as condições físicas do prédio, o médico Dr. Jackeny Melo foi tirar satisfação com a equipe. O jornalista conversava com o agressor, que avançou e tentou tomar o microfone e o celular. Outro homem não identificado, que estava ao redor, agarrou o repórter por trás e o enforcou. O cinegrafista Stanley Matias tentou separar os dois. Em seguida, o autor não identificado sai da confusão, joga um celular no chão e foge.

Papel da imprensa

Para o diretor do Departamento de Comunicação da Câmara Municipal de Uberlândia, Ademir Reis, 70 (58 atuando na imprensa na cidade), o episódio mostra uma situação grave de desconhecimento do papel da imprensa por parte da população e foi uma afronta ao direito de expressão.

“É muito preocupante que o profissional seja agredido durante o exercício da sua profissão. Neste ano, tivemos profissionais agredidos em várias ocasiões e em mais de um estado do País. Um país democrático precisa de uma imprensa livre, que possa efetivamente comunicar o que está acontecendo. Nós nos manifestamos hoje repudiando as agressões sofridas por esse profissional e que merece de nós e de toda a sociedade todo o respeito”, afirmou o jornalista decano Ademir Reis.

Câmara Municipal de Uberlândia

Imagem: Facebook/Arquivo Pessoal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *