Vacinação indiscriminada contra sarampo

A campanha de vacinação indiscriminada contra o sarampo para pessoas de 20 a 49 anos foi prorrogada até o dia 31 de outubro de 2020. E mesmo quem está com o cartão vacinal em dia deve receber uma dose da imunização. Na prática significa que todo indivíduo na faixa etária da campanha, sem exceção, deve procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS) em seu município para ser vacinado. A campanha faz parte de estratégia do Ministério da Saúde para cessar a circulação do vírus Measles morbillivirus no país.

Segundo Josianne, em decorrência das altas e homogêneas coberturas vacinais realizadas desde a década de 1970, houve a falsa impressão de que o sarampo estava erradicado. “Com isso, as pessoas deixaram de vacinar. O ideal é que 95% da população esteja imunizada. A única forma de prevenção é por meio da vacina. Só assim será possível interromper a transmissão do vírus do sarampo em Minas Gerais e no Brasil”, avalia a coordenadora. De acordo com o Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações, até o dia 28 de agosto haviam sido aplicadas, em Minas Gerais, pouco mais de dois milhões de doses da vacina, o que significa cobertura de apenas 24,4% da população entre 20 e 49 anos, restando, ainda, quase 7 milhões de pessoas a serem vacinadas.

É a manutenção de elevadas coberturas vacinais que evita surtos de doenças imunopreveníveis; por isso, mesmo com a pandemia de covid-19, a SES-MG – em consonância com a Organização Mundial de Saúde e o Ministério da Saúde – reitera a necessidade de as pessoas buscarem as UBSs de seus municípios para a vacinação contra o sarampo e, assim, evitar mais uma doença que agrave a crise de saúde vivida pelo país e no estado.

Texto/Imagem: Governo de Minas Gerais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *