Recontratação com salário menor

Com o cenário econômico bastante abalado em razão da pandemia, o governo segue indicando caminhos que ele acredita serem capazes de ajudar empresários a retomarem suas atividades bem como frear a crescente onda de desemprego que, no primeiro semestre deste ano atingiu mais de 12 milhões de pessoas. Ao permitir a recontratação com intervalo menor de 90 dias e com salário mais baixo, a portaria assinada na terça-feira, dia 14 de julho, considera a necessidade de negociação coletiva com o sindicato dos trabalhadores. Se por um lado o setor representativo tende a não ceder ao desmonte dos direitos conquistados pelo empregado, este, face à necessidade de uma renda para sobreviver, poderá abrir mão de tal defesa apresentada pelo sindicato na tentativa de pelo menos ter um trabalho, mesmo com salário menor.

Esta é uma análise bem inicial da situação, visto que as opiniões de economistas e de entidades ligadas aos empregados, das mais diversas categorias, ampliam o debate, apontando aspectos positivos bem como a importante cautela para que tal medida não favoreça uma efetiva extinção de direitos hoje ofertados ao trabalhador. É aquela história do que tem para hoje que não diria ser conformista, pois o momento inspira atenções, reconfigurações. O normal que estávamos acostumados poderá não existir mais. Aí, precisaremos, todos nós, redirecionar a nossa história, impactando no modo de viver, revendo hábitos de consumo, levando a uma redução no potencial financeiro das pessoas. Poderá haver uma concentração de capital mais acentuada em uma minoria.

Enfim, poucos sabemos a respeito da reconstrução da humanidade. Mas é fundamental que saibamos que viver vale a pena e viver com dignidade. Trabalho digno, remuneração justa é o que se busca e se espera. Tomara que após pandemia, estejamos mais atentos ao senso da coletividade, do cooperativismo e do resgate da nossa humanidade.

Imagem: Marcello Casal/Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *