Senado debate a influência das fake news

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) realizou uma audiência pública para debater a influência do fenômeno das fake news na sociedade brasileira na segunda-feira, 01 de abril de 2019, às 9h.

Fake news é o termo utilizado para a disseminação de notícias falsas como se fossem reais com o intuito de propagar uma ideologia ou difamar alguém. O termo ganhou popularidade e destaque dentro das discussões sobre a comunicação devido, principalmente, à divulgação de informações falsas nas redes sociais e à utilização das fake news como instrumento político. O tema é, então, de extrema relevância para os cidadãos brasileiros e para a democracia.

O requerimento foi feito pelo senador Paulo Paim (PT-RS) e a audiência contará com convidados que fazem parte de empresas de redes sociais como Mônica Rosina, gerente de políticas públicas do Facebook; Marcos Pereira, gerente de Políticas Públicas e Assuntos Governamentais do Google Brasil, e Fernando Gallo, gerente de Políticas Públicas do Twitter, além de ativistas como Thiago Tavares, presidente da SaferNet Brasil, e Beatriz Barbosa, do coletivo Intervozes.

Em dezembro de 2018, fake news foi tema de debate na CDH com alguns dos mesmos convidados. Na ocasião, o foco principal foi a utilização das fake news durante o período eleitoral. Severas críticas foram feitas pelos participantes às instituições que têm como missão coibir estas práticas.

A jornalista Bia Barbosa, que participou daquela audiência, criticou principalmente a falta de transparência das redes sociais, como o Facebook e o Twitter, e a ineficácia do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Ministério Público em aplicar as leis sobre injúria, calúnia e difamação já existentes, assim como a lei eleitoral.

“O caso mais escandaloso é do Whatsapp, que se recusa sequer a debater com o TSE ou adotar medidas de combate ao impulsionamento de conteúdos falsos, que adotou em outros países”, disse a jornalista à época.

A reunião de 2018, no entanto, não contou com a presença de representantes das redes sociais, como é o caso desta que ocorrerá na próxima segunda-feira. Desta vez, espera-se que os convidados que representam esta parte do mercado participem do debate e exponham as ferramentas que estão sendo utilizadas pelas plataformas para o combate das fake news.

Agência Senado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *