Jovens estão deixando redes sociais

Um levantamento realizado pela Infobase Interativa mostra que os jovens estão diminuindo o consumo das redes sociais. Estudos feitos por consultorias de tendências apontam isso, como também as próprias empresas de tecnologia. A situação chama a atenção do mercado de rádio, este que está sempre em busca de se adaptar aos novos habitos de consumo, agregando diferentes plataformas em sua rotina de atuação. Vale lembrar que o próprio veículo rádio continua popular entre o público jovem, com destaque para aqueles entre 20 e 34 anos.

Segundo uma matéria publicada pelo Meio & Mensagem, empresas de tecnologia como Vivo e Motorola, estão incentivando os consumidores a parar de usar a internet, celular e TV para viverem experiências fora da tela. A Infobase Interativa reuniu pesquisas publicadas pelas empresas e veículos Brandwatch, Campaign US, Fast Company, KOMO News, Origin, RSPH e SELF sobre os hábitos de consumo digital do jovem.

O levantamento mostrou que os jovens estão cada vez mais avessos a problemas causados pelo uso abusivo das redes, como falta de produtividade, atenção, aumento de ansiedade, depressão, queda de autoestima e outros. E essa tendência está sendo observada desde o início de 2019, onde 64% afirma que estão dando uma pausa no uso de redes sociais (veja os detalhes da pesquisa logo abaixo).

O paralelo entre a adesão jovem ao rádio e às mídias sociais é necessário para o que o rádio se adapte às necessidades de seu público, independente da faixa etária. De como ele deve usar as plataformas sociais para falicitar a integração com o seu público-alvo ou também perceber movimentos de “fora da tela” para atender à esse novo cenário.

No caso do veículo Rádio não há evidência de “desconexão” por parte dos públicos mais jovens: 89% deles escutaram rádio nos últimos 90 dias, segundo o levantamento do Kantar Ibope Media. Esse volume confirma a tendência vista em outros países, como nos Estados Unidos, que apontam uma forte presença jovem no rádio apesar do surgimento de outras plataformas de mídia.

A afirmação é baseada no “Book de Rádio”, estudo realizado pelo Kantar Ibope Media que detalha o comportamento do consumo de rádio nas 13 regiões metropolitanas que contam com a pesquisa regular do instituto.

Segundo a 5ª edição do estudo anual, o rádio atinge 86% da população dessas regiões e o levantamento aponta ainda que “78% dos entrevistados declararam que o rádio, assim como os demais meios de grande alcance, é fonte de notícias confiáveis”.

Tudo Rádio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *