Tradição marca início do Módulo II do Mineiro 2019

O Módulo II do Campeonato Mineiro começa neste sábado com cara de elite. Isso porque a competição contará com vários clubes de muita tradição na história do Estadual.

E quando se fala em tradição é obrigatória a referência ao confronto entre Uberaba e Democrata de Sete Lagoas, que fecha os jogos deste sábado, às 18h30, no Estádio Engenheiro João Guido, o Uberabão, em Uberaba.

Os dois clubes se enfrentaram pela primeira vez na Primeira Divisão do Campeonato Mineiro na edição de 1958. São mais de 60 anos de história, com dezenas de confrontos pela elite e muitos feitos.

Entre o início dos anos 1960 e a primeira metade da década de 1980, o Uberaba, primeiro clube do Triângulo a participar do Campeonato Mineiro, em 1945, por várias vezes integrou o G-4 final do Estadual, ficando na terceira ou quarta posição, muitas vezes à frente de uma das grandes forças da capital.

O Democrata de Sete Lagoas mostrou sua cara logo no início da sua história na divisão principal do Campeonato Mineiro, que disputou pela primeira vez em 1953. Isso porque o Jacaré, como é conhecido, foi vice-campeão em 1955, 1957 e 1963.

A força demonstrada pelo Democrata de Sete Lagoas no final dos anos 1950 e início da década de 1960 foi repetida pelo Ipatinga, que neste sábado recebe o Nacional de Muriaé, às 16h, no Ipatingão, no início deste milênio. Último clube do interior campeão do Módulo I, em 2005, o Ipatinga foi vice em 2006 e 2010.

COPA DO BRASIL

O duelo que abre o Módulo II neste sábado, entre Athletic e Democrata de Governador Valadares, em São João del Rei tem em campo a Pantera, que marcou época nos anos 1990.

Isso porque foi vice-campeã em 1991, chegando à frente do Cruzeiro, que paralelamente à disputa do Estadual venceu a Supercopa dos Campeões da Copa Libertadores.

Este feito garantiu ao Democrata de Governador Valadares a condição de primeiro clube do interior a disputar a Copa do Brasil, pois naquela época o critério de classificação para a competição era apenas o Estadual.

A Pantera jogou a quarta edição da Copa do Brasil, em 1992, sendo que nas três primeiras, entre 1989 e 1991, apenas Atlético e Cruzeiro tinham representado o futebol mineiro no segundo torneio de clubes do país.

Com mais de 40 participações na elite do Campeonato Mineiro e uma grande força até os anos 1990, o Uberlândia, que estreia no Módulo II neste sábado encarando o caçula Coimbra, às 16h, na Arena do Calçado, em Nova Serrana, também alcançou grandes campanhas em nível nacional.

E a mais inesquecível delas foi a conquista da Taça de Prata, que equivalia à Série B do Campeonato Brasileiro, em 1984, numa decisão com o Remo.
A primeira rodada do Módulo II tem ainda neste sábado o CAP Uberlândia recebendo às 16h, no Parque do Sabiá, o América de Teófilo Otoni, que em 2011 foi o quarto colocado do Módulo I.

Federação Mineira de Futebol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *