Record TV completa 65 anos

A emissora mais antiga ainda em atividade no Brasil celebra mais um ano de vida. Nesta quinta-feira, a Record TV completa 65 anos de uma trajetória que se confunde com a história recente do Brasil.

Desde 27 de setembro de 1953, são mais de seis décadas acompanhando as transformações sociais, culturais, políticas e econômicas do País. Pela tela da Record TV, o telespectador viu o País se transformar. E também acompanhou o crescimento da emissora, que expandiu seu sinal e assistiu à audiência subir expressivamente.

Nos anos pioneiros, marcou a vida dos paulistas. Com uma nova administração, a partir dos anos 1990 tornou-se uma empresa de alcance nacional, passando a fazer parte da vida de milhares de telespectadores em todo o Brasil, que encontram na tela da Record TV entretenimento e informação. Atualmente, a emissora tem 108 emissoras espalhadas pelo país e, com elas, atinge quase 100% do território nacional.

Em relação à audiência, uma pesquisa do Kantar Ibope Media revelou que, nos últimos 25 anos, a Record TV foi a única emissora de TV aberta a crescer. No início da década de 1990, a Record TV marcava apenas 1,5 ponto de audiência na média-dia (das 7h à meia-noite). Em 2018, até o final de agosto, a média era de 7 pontos. Isso representa um aumento de quase 400% neste período.

Esse público, conquistado ano após ano, encontra na Record TV uma programação diversificada e de qualidade. Desde o começo da manhã até a madrugada, a emissora oferece pelo menos 11 horas de jornalismo diário, esporte, novelas, reality shows, revistas eletrônicas, musicais e programas de auditório. É a segunda maior produtora e exibidora de conteúdo nacional inédito com mais de 90 horas semanais. Uma programação completa para quem busca se divertir e manter-se bem informado.

A Record TV também chega aos 65 anos com um perfil multiplataforma, que amplia seu alcance, oferecendo novas formas de acesso à programação. Uma história que começou com o lançamento, há exatos 9 anos, do portal R7 e que hoje se amplia com o lançamento, em agosto deste ano, do PlayPlus, um serviço de streaming e vídeo sob demanda, que traz conteúdo próprio e de canais parceiros, além de produções nacionais e internacionais, rádios e podcasts.

“Chegamos aos 65 anos com muito orgulho do que construímos. A Record TV teve anos de glória, mas correu um grande risco de desaparecer. Mas desde 1991, com investimentos pesados, conseguimos reverter completamente este quadro. Formamos uma rede nacional, que cobre o País inteiro e conquistou o respeito e admiração do brasileiro, um povo que ama televisão como nenhum outro e que reserva à Record TV um carinho especial, por toda a trajetória que criamos”, celebra Luiz Cláudio Costa, presidente da Record TV.

Programação especial durante todo o ano

A Record TV celebra seu aniversário com uma programação que vai ficar na memória dos telespectadores. Há alguns meses, a emissora começou a exibir atrações especialmente criadas para marcar os 65 anos, como o Batalha dos Confeiteiros Brasil e o Power Couple, e reprises de grandes sucessos, como a série A Lei e o Crime e a novela Essas Mulheres. Foram ao ar ainda a minissérie Lia, o reality Canta Comigo e a aguardada saga do homem mais importante da história da humanidade, a novela Jesus, uma superprodução que está emocionando os brasileiros.

Em agosto, estreou a série de quatro episódios As Grandes Entrevistas de Marcelo Rezende, em homenagem ao jornalista, que faleceu em setembro do ano passado. A edição de encerramento contou com a participação especial de um dos filhos do apresentador, Diego Esteves, na apresentação.

Em setembro, teve início a décima edição de A Fazenda, agora apresentada por Marcos Mion, e nesta quarta-feira, véspera do aniversário, estreou, sob o comando de Xuxa Meneghel, a quarta temporada do Dancing Brasil. Neste mesmo mês, o newsroom da Record TV foi renovado e o Jornal da Record e o Fala Brasil ganharam novos cenários.

Além disso, até sexta-feira, o aniversário também é celebrado com uma série do Jornal da Record, que conta a história da emissora, promovendo emocionantes encontros de gerações, como o grupo MPB4, que interpretou, para os cem jurados do Canta Comigo, o clássico ‘Roda Viva’. A música foi apresentada pelo grupo e por Chico Buarque, na célebre edição de 1967 do ‘Festival de Música Popular Brasileira’. Outro encontro marcante dessa série, dividida em cinco episódios, reviveu uma cena clássica da Família Trapo, na qual Pelé participou. Para recriar este momento histórico da TV, foram convidados Ricardo Corte Real, Fábio Porchat, Rodrigo Faro e Cafu, que vestiu a camisa do Santos para homenagear o rei do futebol.

Em outubro, estreia o especial O Fino da Bossa, em que herdeiros da Bossa Nova se reúnem para reviver um programa que marcou época sob o comando de Elis Regina e Jair Rodrigues. No palco, os filhos dos apresentadores, Luciana Mello e Pedro Mariano, recebem convidados como Gilberto Gil, Elza Soares, Alcione e Diogo Nogueira.

Tudo isso sem esquecer que 2018 é um ano importante para o País, com eleições para presidente, governador, deputados e senadores. Nesse período eleitoral, mais uma vez a Record TV mostra a força de seu jornalismo, acompanhando o cenário político e realizando as tradicionais sabatinas e debates. Debates que começam, por coincidência, na semana em que são completados 65 anos. Na sexta (28) e no sábado (29), as emissoras da rede exibem os debates com candidatos aos governos estaduais. No domingo (30), será realizado o debate com candidatos à Presidência da República.

Record TV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *