Canto do Galo: Habilidades essenciais da liderança

Qual é o perfil do líder que a crise exige? É fato que atualmente o Brasil atravessa um momento de crise econômica, política e moral. Todos estes fatores têm afetado diretamente no rendimento profissional e pessoal de diversas lideranças, o que afeta diretamente as empresas.

A maioria dos empresários busca nestas situações encontrar o equilíbrio entre receitas e despesas, entre investimentos e prejuízos, tudo para manter as portas abertas e superar as circunstâncias. É exatamente nestes momentos desafiadores que surgem as melhores oportunidades para verdadeiros líderes mostrarem suas habilidades.

Liderança sempre esteve relacionada a resolução de problemas, que, em tempos de crise, independentemente do contexto, vão atravessar o caminho de qualquer líder. Mas, quais seriam as habilidades mais exigidas nestes tempos?

1 – Autocontrole

Ninguém segue líder que perde a cabeça, grita com funcionários ou que demonstra desespero diante das dificuldades.

Portanto, será preciso adquirir e desenvolver uma resistência emocional capaz de transmitir aos sócios, funcionários e clientes uma imagem de autocontrole sobre si mesmo e sobre a situação.

Em anos de crise econômica e desemprego elevado, aqueles que não conseguem suportar as pressões são os primeiros a perder seus postos de emprego.

Tendo autocontrole, o líder consegue melhor avaliar as estratégias para passar pelo momento desafiador, sem perder sua saúde mental e física.

2 – Capacidade de tomada de decisões

O líder indeciso, que muda a direção da empresa com frequência, não inspira confiança e está fadado ao fracasso.

Cada vez mais é exigido do líder a capacidade de tomar decisões de forma assertiva e rápida. Não basta tomar uma decisão, é preciso que ela seja a mais adequada para o caso.

Aquele que demora a tomar uma decisão ou a dar uma resposta para clientes e situações, que volta atrás em suas posições com frequência, não consegue transmitir aos envolvidos uma postura de que conseguirá sobreviver à crise. Com isso, não atrai para si as oportunidades favoráveis, nem mesmo consegue o apoio de que precisa.

3 – Conseguir cooperação de sua equipe

Ter a capacidade de mobilizar os talentos e a inteligência das pessoas para superar a crise é a ‘arte de desenvolver pessoas’. Isso é ser um líder habilidoso e influenciador.

Todo líder deve saber que, qualquer que seja seu negócio, pessoas estão envolvidas. Seja seus clientes, seus parceiros, seus fornecedores ou seus familiares, quando a crise é aguda, são essas pessoas que estarão envolvidas e sofrerão as consequências de sua postura.

Por outro lado, estas também serão as principais forças para superar os momentos de dificuldade. Portanto, é preciso ter habilidade para lidar com elas, motivá-las e tirar o melhor proveito de suas atitudes e conhecimentos, para melhor superar a crise.

É preciso ter comando com habilidade, ou seja, ser firme com os processos e procedimentos, mas ser flexível e generoso com as pessoas, a ponto de despertar a vontade de fazer mais que o padronizado.

4 – Autoconfiança:

Confiar em si mesmo é a atitude mais esperada do líder.

Aquele líder que não acredita em suas habilidades transmite medo e insegurança para toda a equipe, e logo irá perdê-la. Se não confia na sua própria capacidade ou tem dúvidas demais, mais cedo ou mais tarde, vai demonstrar fragilidade. Sua liderança estará ameaçada.

Nestes tempos desafiadores, o líder tem que tomar à frente de seu negócio e de sua equipe, com confiança, ainda que não tenha todas as respostas ou os recursos necessários.

Sempre é bom lembrar que confiança gera credibilidade, e credibilidade perante clientes e fornecedores gera rendimentos.

Evidentemente, diversas outras habilidades serão exigidas do líder perante a crise. Aqui listamos apenas a que consideramos as essenciais, sem as quais sequer existe liderança.

A pergunta que fica é: como desenvolver cada uma delas? A resposta está em desenvolvimento pessoal por meio de treinamentos.

Victor Pessoa, instrutor de treinamentos

Fonte: APP Uberlândia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *