Brasília: Rádio Metrópoles FM, união da Rádio OK e Portal Metrópoles, estreia dia 8

Referência no segmento popular e sertanejo, a Rádio OK FM (104,1 FM) vai expandir seu alcance na comunicação brasiliense. A partir desta segunda-feira, 8, a emissora passa a se chamar Metrópoles FM. A nova programação manterá a qualidade da “rádio do jeito que você gosta”, incluindo a informação produzida pelo portal de notícias, que se consolidou entre os 10 maiores do país em apenas pouco mais de dois anos de existência.

A união entre as duas equipes [Rádio OK e Portal Metrópoles] reforça o comprometimento do grupo com o jornalismo multimídia. Ao todo, serão mais de 100 profissionais, entre jornalistas, colunistas, programadores, locutores, produtores e sonoplastas, com uma programação 24 horas por dia. O dia começa com as informações do trânsito, às 6h. Os boletins ao vivo com detalhes de qual o melhor caminho a ser seguido pelo brasiliense vão até as 19h, com oito informes diários.

De acordo com o diretor da rádio, Toninho Pop, a ideia da mudança é somar forças. “Vamos unir o trabalho de qualidade do Metrópoles ao da OK FM e dar uma vitaminada na rádio. Vamos escrever uma nova história de sucesso e marcar um novo tempo no meio radiofônico”, afirmou.

De imediato, a rádio estabelecerá um diálogo com os 2,2 milhões de seguidores do Metrópoles no Facebook – um público que levou o portal a atingir, em outubro, a marca de 110 milhões de páginas visualizadas por 17 milhões de usuários únicos, segundo o Google Analytics. De acordo com a ComScore, que avalia a audiência na internet, o Metrópoles é o endereço de notícias mais acessado do Distrito Federal e está entre os 10 mais lidos do país.

“Aceitamos o desafio de assumir essa parceria com orgulho. Vamos manter a programação musical da rádio, incluindo muita informação de qualidade produzida pelo portal”, afirma Lilian Tahan, diretora de Redação do Metrópoles. A mudança no nome da Rádio OK FM e as novidades na programação foram anunciadas em 28 de novembro, em uma festa no iFLY.

Fonte: Metrópoles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *